Quer comprar um carro sem entrada?

Receba cotações de crédito para comprar o seu carro

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Seguinte

Como funciona o reembolso do consórcio de carro em caso de desistência

Desistiu de esperar pela contemplação no consórcio de carro ou resolveu investir em outro negócio? Saiba como receber o reembolso do consórcio.

Desistiu do consórcio de carro? Saiba como receber o reembolso das parcelas já pagas.

Antes de qualquer coisa, o consorciado deve saber que tem o direito de desistir do consórcio. Até sete dias após a assinatura do contrato, o consorciado pode desistir do consórcio sem qualquer ônus, e tem o direito de receber integralmente qualquer valor já pago. Depois deste período, o consorciado também pode desistir e receber o reembolso do consórcio.

 

QUER COMPRAR UM CARRO?
Antes de fechar negócio é muito importante encontrar a solução financeira adequada para você. Faça uma simulação de financiamento e veja se essa modalidade de crédito se encaixa nas suas condições.

 

 

Cancelamento do consórcio de carro

Com o setor de consórcios aquecido, muitas pessoas compram cotas sem saber ao certo em que tipo de negócio estão entrando. Por isso muitas desistências ocorrem quando os consorciados começam a achar que a contemplação está demorando muito, o que acaba desestimulando o participante.

 

Outro motivo é a mudança na situação financeira. Como o consórcio é um compromisso a médio e longo prazo, imprevistos podem acontecer e o consorciado pode já não ter condições de pagar as prestações. Nestes casos, ou em outros, o consorciado pode desistir do consórcio. Mas e como e quando receber o reembolso do consórcio?

 

Reembolso do consórcio: como funciona

De acordo com a nova lei de consórcio, de fevereiro de 2009, o consorciado desistente pode receber o reembolso de duas formas, ao ser sorteado, ou em até 30 dias após o encerramento do grupo do qual era integrante. Ou seja, depois que todos os participantes ativos forem contemplados.

 

A principal mudança que a nova lei trouxe foi justamente a possibilidade de os consorciados desistentes poderem continuar participando dos sorteios para serem reembolsados. No entanto, é bom estar ciente de que o valor restituído não será o valor integral pago enquanto o consorciado estava ativo. 

 

O consorciado deve ter em conta também que o reembolso do consórcio pode demorar o tempo de sua duração. No caso de consórcio de carro ou imóveis, pode demorar anos. Além disso, as administradoras, geralmente, não reembolsam o valor pago pela taxa de administração e pelo fundo de reserva. Ou seja, o reembolso do consórcio será basicamente o valor pago pela taxa comum, em outras palavras, aquilo que diz respeito à cota comprada. 

 

Caso não queira sair no prejuízo ou esperar o reembolso do consórcio, o consorciado também tem a possibilidade de vender a sua cota.  De qualquer modo, é indicado ler atentamente todas as cláusulas do contrato para saber as condições específicas em caso de desistência. 

 

Veja também:

Gostou? Compartilhe!