Como comprar um carro e não se endividar

O carro é um bem de consumo e tem como finalidade fundamental a mobilidade. Antes do design ou do status que o carro pode lhe trazer, você deve pensar na funcionalidade, considerando, é claro, a sua segurança e conforto. Informe-se e saiba como comprar um carro sem se endividar e faça um bom negócio.

Como comprar um carro e não se endividar
Como comprar um carro e fazer um bom negócio
  • "Na hora de comprar um carro, analise as suas necessidades e capacidade financeira. Preocupe-se, principalmente, com a segurança e performance"

Como comprar um carro envolve uma quantia considerável de dinheiro, você nunca deve comprar por impulso. Para fazer um bom negócio, a compra do carro deve ser planejada.

 

Em primeiro lugar, não devemos pensar que comprar um carro é um investimento, pois quase nunca será. A não ser que você precise do carro para trabalhar e ele seja uma maneira de aumentar o seu rendimento. Caso contrário, você já começa a perder dinheiro assim que tira o automóvel da concessionária. 

 

Faça uma simulação e encontre a melhor solução para comprar um carro.

 

A maior depreciação do seu carro acontece nos três primeiros anos, e a desvalorização pode chegar a até 30%. Por isso, o carro não é considerado um investimento. Apesar de você poder vendê-lo numa situação de urgência, dificilmente conseguirá um valor superior ao que pagou, a não ser que se trate de uma relíquia.

 

Por mais que digam que brasileiro é apaixonado por carro, não podemos deixar as emoções tomarem as rédeas da negociação quando decidimos comprar um carro. O risco é ficar preso a um carro acima das nossas capacidades ou abaixo das nossas necessidades, e ainda pagando caro por isso.

 

 

COMO COMPRAR UM CARRO?

Primeiramente, analise as suas condições financeiras. Faça um mapeamento de suas dívidas, prestações e compromissos financeiros mensais e defina quanto você pode dispor para comprar o seu carro. Caso precise fazer um financiamento ou opte por um consórcio, lembre-se que você não deve comprometer mais do que 25% da sua renda mensal com as despesas do carro, já incluindo gastos com abastecimento. 

 

 

QUE CARRO COMPRAR?

Analisada a sua situação financeira, ou como comprar um carro, comece a pensar nas suas necessidades em relação ao carro. Qual será a sua finalidade? Que tipo de uso pretende e precisa fazer? Quantas pessoas usarão o carro? Precisará transportar passageiros? Quantos? Quantos quilômetros precisa rodar por dia? Passa por estrada de terra? Costuma viajar com frequência? 

 

Estas perguntas vão lhe ajudar a filtrar as ofertas e escolher um carro que realmente atenda ás suas necessidades. Se você raramente leva passageiros, não precisa de muito espaço interno, ou se não anda na estrada de terra e nem pretende participar de um rally, também não precisa de um off-road. 

 

Preocupe-se, sobretudo, com a dirigibilidade, segurança, conforto e performance.

 

 

EXAME DE AUTO-CONSCIÊNCIA:

Como comprar um carro sem me endividar?


1. Você precisa realmente comprar (ou trocar de) carro agora?

Se comprar um carro agora, ou trocar, for um capricho, só satisfaça-o se voc~e estiver completamente economicamente desafogado. Caso contrário é uma imprudência financeira.

 

2. Você precisa do carro com urgência?

Caso não precise, você tem a opção de ir fazendo umam reserva financeira para dar uma boa entrada e financiar o restante com juros mais baixos, já que quanto menor o valor financiado menores também são os juros. A outra opção, seria fazer um consórcio e, em vez de pagar uma prestação alta de financiamento ir poupando dinheiro para dar um lance.

 

3. Como você pode pagar, à vista ou precisa de auxílio financeiro?

Se precisar de auxílio financeiro, faça uma pesquisa em busca das melhores taxas do mercado. As taxas de juros de financiamento podem variar de 0,7% até 3,6% ao mês. Se possível, dê uma entrada.

 

4. Você tem dívidas ou prestações acumuladas?

Se tiver e a compra do carro não for uma prioridade, seria mais importante quitar as suas dívidas antes, ou ao menos se livrar das mais antigas. Se a compra do carro for mesmo importante agora, reveja as suas finanças e comprometa o mínimo possível com o carro.

 

5. Você tem alguma reserva financeira?

A não ser que a sua poupança tenha um rendimento maior do que você pagará de juros, será um bom negócio usá-la na entrada do carro. Como já dissemos, quanto menor for o valor financiado, menores serão as taxas. Além disso, você também pode dar o seu carro usado como entrada e complementar o valor do carro novo com a sua poupança.

 

6. De que tipo de carro você precisa?

Apenas se você não estiver numa situação bastante confortável financeiramente, compre um carro acima das suas necessidades. mas nunca acima das sua capacidade econômica. Mais vale andar com um carro popular e não ter dívidas acumuladas do que de ter um carro de luxo sem mal conseguir pagar a manutenção.

 

7. Você pode pagar mais caro pelo status ou design do carro?

Mais uma vez, a não ser que esteja numa boa situação financeira, tenha como foco a funcionalidade do carro, além da segurança e conforto.

 

Leia também » Como comprar carro novo.

Gostou? Compartilhe!
Carolina Benevides Carolina Benevides

Jornalista brasileira, Carolina Santarosa é formada pela Universidade de Fortaleza desde 2011. Atualmente cursa o 2º ano do Mestrado em Ciências da Comunicação na Universidade do Porto. A profissional já trabalhou no marketing da Red Bull, foi Assessora de Comunicação da Secretaria Municipal de Educação de Fortaleza e do North Shopping Fortaleza. Fez intercâmbio acadêmico nos Estados Unidos e atualmente mora no Porto (Portugal).

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar